Os participantes do projeto Vida Corrida, fundado há 12 anos no bairro Capão Redondo, zona sul da capital de São Paulo, certamente passaram o domingo (17) em ritmo de comemoração.  A Nike, em parceria com a ONG Architecture for Humanity (AFH) anunciaram, na manhã de ontem, a criação de um Centro Comunitário Esportivo para a iniciativa.

Criado em 1999 por Neide Santos, esportista apaixonada por corrida, o projeto começou com a realização de alguns treinos de atletismo no Parque Santo Dias, localizado no Capão. Com o apoio da Nike, o Vida Corrida expandiu-se e passou a incentivar a prática do esporte entre mais de 300 pessoas, 80% delas mulheres, de crianças a idosas.

Neste domingo, o Parque Santo Dias recebeu uma etapa do Circuito Popular de Corridas, promovido pela Prefeitura de São Paulo. Além da prova, todos puderam assistir ao anúncio oficial da construção do Centro para o Vida Corrida, feito por Tiago Pinto, diretor de marketing da Nike, que entregou a Neide um quadro com um símbolo de uma borboleta: “ela simboliza a transformação e a metamorfose que o Vida Corrida ofereceu à comunidade local através do esporte”, afirmou o executivo.

O diretor de marketing da Nike, Tiago Pinto, e Neide Santos ontem no evento

A Architecture for Humanity, ONG que trabalha no desenvolvimento de comunidades há 12 anos, comandará os trabalhos da construção do Centro – que deve ficar pronto em um ano – em terreno de 2 mil metros quadrados, doado pela Prefeitura de São Paulo. A ONG também atua em parceria com a Nike em outro projeto, focado nos atingidos pelo terremoto e tsunami ocorridos no Japão no dia 11 de março. Os corredores cadastrados na plataforma online da marca dedicada à corrida, Comunidade Nike +, poderão praticar o exercício a favor da reconstrução do país: a cada milha percorrida e registrada no site, a marca doará US$ 1 para a ONG.

A Nike e o esporte social
Por meio de seus produtos, a marca busca propagar, de forma direta, atributos relacionados à qualidade de vida e ao esporte. Mas a Nike reforça sua atitude esportiva com base em uma plataforma de ações específicas que incluem desde corridas de rua, como o Circuito Vênus, especial para as mulheres; a 600K, corrida de longa distância, de São Paulo até o Rio de Janeiro; o patrocínio a jogadores de futebol; o site Nike Corre, com informações completas para os praticantes do esporte, dentre outras.

Importante ressaltar que, em grande parte de suas ações, a Nike promove a inclusão social e a capacitação de comunidades por meio do esporte. Isso fica claro em sua plataforma de atuação: a Nike Better World.

Nike Better World: esporte como gerador de mudanças sociais

Outro ponto das atitudes da marca está na priorização da mulher como promotora das mudanças sociais. Como abordamos em profundidade no Com:Atitude, a Nike Foundation tem como objetivo empoderar e tornar as mulheres protagonistas e vetores efetivos de mudança social por meio de ações que contemplam pontos como geração de renda e capacitação profissional.

Não é só importante trabalhar de maneira coerente e consistente sua atitude de marca, mas pensar em sua comunicação também. E para isso, a Nike desenvolveu um site inovador, o Better World, vitrine de suas iniciativas socioambientais, divulgadas de maneira arrojada. Desta forma, a marca tangibiliza suas crenças em iniciativas concretas e as divulga apropriadamente para facilitar e amplificar o potencial de percepção de valor gerado a partir de suas plataformas de ação.